Caracterização do Acesso dos Utentes a Cuidados de Saúde Infantil e Juvenil e de Pediatria

2011/05/05
A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) produziu um relatório com o objectivo de analisar o acesso dos utentes a cuidados de saúde infantil e juvenil e de pediatria, com foco no acesso dos utentes às consultas.
 
No que se refere às consultas de saúde infantil e juvenil, destacou-se a ausência de barreiras significativas impeditivas ao acesso, tendo-se verificado que a distribuição geográfica da utilização adequa-se à distribuição geográfica da procura potencial, o que representa uma relação favorável à satisfação das necessidades dos utentes.
 
Relativamente às consultas da especialidade de pediatria, embora se tenha constatado uma ampla cobertura dos pontos de oferta públicos e não públicos que oferecem consultas de pediatria, tendo em conta que cerca de 95% da população em idade pediátrica reside a menos de 30 minutos de um ponto de oferta, foram identificadas situações pontuais de problemas de acesso dos utentes às consultas de pediatria em estabelecimentos não públicos. Entre os problemas identificados destaca-se os tempos de espera pronunciados da marcação até à consulta, problemas no sistema de marcação de consultas, dificuldade na marcação de consultas fora do horário de trabalho, problemas na acessibilidade de deficientes físicos – principalmente em regiões do interior de Portugal continental – e barreiras financeiras – especialmente em regiões do sul e do litoral de Portugal continental.
 
Consultar EstudoEstudo
 
 
Rua S. João de Brito, 621 L 32
4100-455 Porto
222 092 350 [NOTA]
fax: 222 092 351
9h - 12h30 / 14h - 17h30
Call-Center: 9h - 17h30