Estudo do Acesso dos Utentes aos Cuidados Continuados de Saúde

2011/03/29
A ERS concluiu aquele que é o primeiro estudo independente realizado aos cuidados continuados de saúde de internamento em Portugal continental, designadamente para aferir do actual nível de acesso equitativo pelos utentes a tais tipos de cuidados, incluindo uma avaliação do acesso numa vertente qualitativa.
 
Concluiu-se, principalmente, que os utentes de Bragança, Coruche, Guarda, Moura e Setúbal enfrentam barreiras ao acesso a cuidados continuados de internamento em termos espaciais, destacando-se, em particular, as regiões de Bragança e Moura, em que também se verificaram barreiras ao envolvimento das famílias nos cuidados de saúde.
 
Outros resultados relevantes obtidos foram a confirmação do expressivo aumento da rede de unidades de internamento ao longo de 2010, que atingiu já uma cobertura total estimada de cerca de 94% da população idosa de Portugal continental, tendo em conta o tempo máximo de viagem em estrada de meia hora, e a verificação de que os cuidados de saúde prestados pelas unidades podem ser considerados cuidados de saúde de qualidade.
 
A ERS continuará a acompanhar quer a evolução da rede nacional de cuidados continuados, quer eventuais questões de qualidade, prevendo-se a elaboração, no médio prazo, de um estudo adicional sobre eventuais outras questões ainda não abrangidas no presente relatório.
 
Consultar EstudoEstudo
 
 
Rua S. João de Brito, 621 L 32
4100-455 Porto
222 092 350 [NOTA]
fax: 222 092 351
9h - 12h30 / 14h - 17h30
Call-Center: 9h - 17h30